Não te esqueças de que a solução para o problema que te angustia, está a caminho.

Nos tribunais da Divina Justiça, nenhum processo fica parado.

A tua petição, depois de examinada, será deferida de acordo com os teus méritos.

Não te aflijas, antecipando-te às providências que haverão de ser tomadas em favor de tua paz.

Nem agraves a tua situação, tornando inócuas, quando te alcancem, as deliberações em andamento.

Saber esperar é tão importante quanto saber agir.

Toda decisão precipitada acaba sendo uma solução pela metade para o problema que se pretende resolver.

A solução que demora a surgir ainda não encontrou, disponíveis, os elementos que a favoreçam.


Irmão José/Carlos A. Baccelli
livro "Vigiai e Orai"











Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos

1. Disciplinar os próprios impulsos.

2. Trabalhar, cada dia, produzindo o melhor que pudermos.

3. Atender aos bons conselhos que traçamos para os outros.

4. Aceitar, sem revolta, a crítica e a reprovação.

5. Esquecer as faltas alheias sem desculpar as nossas.

6. Evitar as conversações inúteis.

7. Receber no sofrimento o processo de nossa educação.

8. Calar diante da ofensa, retribuindo o mal com o bem.

9. Ajudar a todos, sem exigir qualquer pagamento de gratidão.

10. Repetir as lições edificantes, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, perseverando no aperfeiçoamento de nós mesmos, sem desanimar e colocando-nos a serviço do Divino Mestre, hoje e sempre.







Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO,
mesmo sabendo que as rosas não falam...

Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro
que nos espera pode não ser tão alegre...

Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é,em muitos momentos, dolorosa...


Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS,
mesmo sabendo que, com as voltas do mundo,
eles acabam indo embora de nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS,
Mesmo sabendo que muitas delas são incapazes
de ver, reconhecer e retribuir, esta ajuda...

Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo
que inúmeras forças querem que eu caia...

Que eu não perca A VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo pode não sentir o mesmo sentimento por mim...

Que eu não perca a LUZ E O BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo escurecerão os meus olhos...

Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda

São dois adversários extremamente perigosos...

Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo

que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas...

Que eu não perca o sentimento de JUSTIÇA, mesmo
sabendo que o prejudicado possa ser eu...

Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo
que um dia os meus braços estarão fracos...

Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VIVER, mesmo sabendo

que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...

Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia...


Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado...

Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo
sabendo que o mundo é pequeno...

E acima de tudo...

Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente!

Que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois...

A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS

E CONCRETIZADA NO AMOR!






Desencanto

Também, Senhor, um dia, de alma ansiosa,
Num sonho todo amor, carícia e graça,
Quis encontrar a imagem cor-de-rosa
Da ventura que canta, sonha e passa.

E perquiri a estrada erma e escabrosa,
Perenemente sob a rude ameaça
Da amargura sem termos, angustiosa,
Entre os frios do pranto e da desgraça,

Até que um dia a dor, violentamente,
Fez nascer no meu cérebro demente
Os anelos de morte, cinza e nada.

E no inferno simbólico do Dante,
Vim reencontrar a lagrima triunfante,
Palpitando em minh’alma estraçalhada.


Autor: Hermes Fontes
(psicografia de Chico Xavier )

Estudos Doutrinários

domingo, 4 de agosto de 2013

Solidão



A solidão é um estado interno, um sentimento de que algo ou alguém está faltando. É o estado de quem se sente ou está só.


Este estado provoca, na maioria das vezes, reflexos negativos na postura humana, como isolamento, desânimo, indisposição, tristeza sem razão aparente, baixa estima e até mesmo pode levar ao suicídio.


Joana de Angelis, autora espiritual do livro “O homem integral” psicografado por Divaldo Franco, afirma:


“A solidão é espectro cruel que se origina das paisagens do medo e, na atualidade, é um dos mais graves problemas que desafiam a humanidade.”


O homem solitário é todo aquele que se diz em solidão, alguém que se receia encontrar, que evita descobrir-se, conhecer-se, assim ocultando a sua identidade na aparência de infeliz, de incompreendido e abandonado.


Sofremos de solidão quando nos distanciamos da vocação natural da nossa alma e criamos o autodesprezo. Sentimo-nos em solidão, mesmo quando rodeados das pessoas mais importantes e mais queridas da nossa vida.


O sentimento de solidão provoca muita dor e leva, invariavelmente, a pessoa por caminhos cada vez mais tortuosos:


Drogas, álcool, excesso de comida, relacionamentos amorosos frustrantes, angustia, auto depreciação, a depressão, pensamentos negativos e como já disse, até a suicídio.


A depressão desencadeia no corpo físico um processo de degeneração celular, arrasando o nosso sistema imunológico abrindo espaço para muitas doenças.


· Qual, então, o meio de modificar nosso posicionamento diante da vida para que não sejamos atacados pela solidão ?


Antes de tudo temos que compreender nosso momento de vida e aceitá-lo. Isso quer dizer que, em algum momento de nossa trajetória, poderemos estar vivendo um tempo de “estar só”.


Estar só, morar sozinho, perder a companhia dos filhos já crescidos que foram cuidar de si mesmos, a viuvez, a separação de um companheiro, não nos faz vítimas da nossa própria sorte. É o curso da vida. Não nos tornamos pessoas que Deus esqueceu num canto qualquer.


Ele é Pai e jamais nos abandonará. Não estamos, por isso, atirados à solidão. É um momento mágico de oportunidade de crescimento, de conhecer-se e conviver com essa pessoa que é você mesmo, ligar-se ao seu “Eu Superior”.


· Como fazer isso ?


Antes de qualquer coisa, olhar ao seu redor e valorizar tudo o que a vida lhe proporcionou de bom. Temos a tendência de olhar para o que não possuímos e achar que somos “mais coitadinhos” do mundo. Aprender a amar a si mesmo e todos os que você é, que moram dentro de você. Quando você muda, tudo a sua volta também mudará. Aumenta a conversa consigo mesmo e você se encontrará conversando com seu Eu. Um outro nível de comunicação se estabelecerá com você mesmo. Seu coração irá se expandir, brilhará, vibrando com o calor amoroso.


Liberte a criança interior, desperte a criança que há em você, que chegou a essa encarnação para evoluir, aproveitar essa oportunidade única. Temos que ser gentis com ela. O importante que sua criança interior se sinta amada por você.


Da fato, não estamos sós ! Somos parte do todo universal, todos provenientes da mesma fagulha Divina. Esteja onde estivermos, temos sempre a nossa companhia. É muito bom quando aprendemos a conviver com nós mesmo, apreciando um bom libro, navegando na Internet, assistindo os programas preferidos na televisão, cuidando das nossas plantas, se as tivermos, dos animais de estimação, se for de nosso agrado, se deliciar com um banho de chuveiro sem hora para acabar, cozinhar nossa própria comida, se deliciar com um banho de chuveiro sem hora para acabar, cuidar da nossa casa. Tudo isso é fonte de prazer a ser desfrutado por nós com nós mesmos. E ainda há muitas outras coisas para se fazer. Cada um terá que descobrir o que gosta e se convidar a ser feliz.


Uma pessoa feliz atrai amigos, são mais convidadas a conviver com outras pessoas, atraem relacionamentos satisfatórios e são jovens e saudáveis por tempo indeterminado.


Você se surpreenderá quando aprender essa, entre as muitas lições, que a vida lhe oportunizará viver. Solitude é algo prazeroso, a solidão é patológica, negativa. Ninguém precisa sentir solidão. É só dar uma sacudida no seu interior e achará disposição para positivar sua vida, se pensa que vive em solidão.


Cultivar amigos, ser voluntário em uma instituição, relacionar-se consigo mesmo fará você capacitado para ser feliz, sem sentimentos de solidão.


Que assim seja !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...