Não te esqueças de que a solução para o problema que te angustia, está a caminho.

Nos tribunais da Divina Justiça, nenhum processo fica parado.

A tua petição, depois de examinada, será deferida de acordo com os teus méritos.

Não te aflijas, antecipando-te às providências que haverão de ser tomadas em favor de tua paz.

Nem agraves a tua situação, tornando inócuas, quando te alcancem, as deliberações em andamento.

Saber esperar é tão importante quanto saber agir.

Toda decisão precipitada acaba sendo uma solução pela metade para o problema que se pretende resolver.

A solução que demora a surgir ainda não encontrou, disponíveis, os elementos que a favoreçam.


Irmão José/Carlos A. Baccelli
livro "Vigiai e Orai"











Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos

1. Disciplinar os próprios impulsos.

2. Trabalhar, cada dia, produzindo o melhor que pudermos.

3. Atender aos bons conselhos que traçamos para os outros.

4. Aceitar, sem revolta, a crítica e a reprovação.

5. Esquecer as faltas alheias sem desculpar as nossas.

6. Evitar as conversações inúteis.

7. Receber no sofrimento o processo de nossa educação.

8. Calar diante da ofensa, retribuindo o mal com o bem.

9. Ajudar a todos, sem exigir qualquer pagamento de gratidão.

10. Repetir as lições edificantes, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, perseverando no aperfeiçoamento de nós mesmos, sem desanimar e colocando-nos a serviço do Divino Mestre, hoje e sempre.







Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO,
mesmo sabendo que as rosas não falam...

Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro
que nos espera pode não ser tão alegre...

Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é,em muitos momentos, dolorosa...


Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS,
mesmo sabendo que, com as voltas do mundo,
eles acabam indo embora de nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS,
Mesmo sabendo que muitas delas são incapazes
de ver, reconhecer e retribuir, esta ajuda...

Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo
que inúmeras forças querem que eu caia...

Que eu não perca A VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo pode não sentir o mesmo sentimento por mim...

Que eu não perca a LUZ E O BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo escurecerão os meus olhos...

Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda

São dois adversários extremamente perigosos...

Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo

que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas...

Que eu não perca o sentimento de JUSTIÇA, mesmo
sabendo que o prejudicado possa ser eu...

Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo
que um dia os meus braços estarão fracos...

Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VIVER, mesmo sabendo

que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...

Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia...


Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado...

Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo
sabendo que o mundo é pequeno...

E acima de tudo...

Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente!

Que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois...

A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS

E CONCRETIZADA NO AMOR!






Desencanto

Também, Senhor, um dia, de alma ansiosa,
Num sonho todo amor, carícia e graça,
Quis encontrar a imagem cor-de-rosa
Da ventura que canta, sonha e passa.

E perquiri a estrada erma e escabrosa,
Perenemente sob a rude ameaça
Da amargura sem termos, angustiosa,
Entre os frios do pranto e da desgraça,

Até que um dia a dor, violentamente,
Fez nascer no meu cérebro demente
Os anelos de morte, cinza e nada.

E no inferno simbólico do Dante,
Vim reencontrar a lagrima triunfante,
Palpitando em minh’alma estraçalhada.


Autor: Hermes Fontes
(psicografia de Chico Xavier )

Estudos Doutrinários

segunda-feira, 9 de março de 2015

As Mulheres e o Espiritismo



Mulher virtuosa, quem a pode achar? Pois seu valor muito excede ao de joias preciosas. Provérbios – 31,10.¹
Qualquer Censo Espírita, que se venha fazer realizar, poderá nos trazer informações desconhecidas do nosso movimento espírita, mas uma realidade não deixará de ser simplesmente confirmada no Estado do Rio de Janeiro, no Brasil e no Mundo que é a presença maciça da mulher, em maior número, nos variados serviços que a Seara Espírita nos oferta.

Em vista do avanço da condição da mulher em nossos dias, se comparados há séculos anteriores; a função exercida pela mulher na sociedade tomou um novo e decisivo rumo, abrindo para elas um leque extraordinário de possibilidades infinitas de atuação em todos os setores da vida moderna.

Em qualquer ramo de atividades que atuemos, é notório o avanço e a participação feminina, até mesmo as universidades de todo o Brasil estão dominadas pela presença da mulher. Dessa forma não nos surpreende que também no movimento religioso de qualquer segmento sejam elas comprovadamente maioria.

No Espiritismo não seria diferente e nas nossas casas espíritas, a presença da mulher é absolutamente maior que a presença masculina, onde elas atuam de maneira eficiente e com grande desenvoltura, nas diversas tarefas das Instituições espíritas, que se não contassem com a mão-de-obra feminina, certamente muitas dessas instituições já teriam desaparecido.

Sem dúvida alguma, a Casa Espírita um núcleo onde o Cristianismo precisa ser vivenciado em toda a sua exuberância, na convivência fraternal entre seus adeptos, pois é o centro espírita também um maravilhoso complexo educacional e um grande hospital de almas, onde procuramos tirar o melhor proveito de seu ambiente salutar, para nos refazermos vibratoriamente renovando nossas energias orgânicas e psíquicas para o enfrentamento da vida e para alargarmos nossa compreensão na necessidade da prática incessante da caridade no serviço do bem em prol do nosso semelhante necessitado.

É indiscutível que quem se dispõe a frequentar uma Casa Espírita séria, dedicando-se de coração em busca da ajuda superior, imediatamente perceberá os efeitos benéficos em sua própria vida, como se os seus problemas diminuíssem e as barreiras fossem vencidas com menos dificuldades, é que ao contato com os espíritos benfeitores, elevando nossos pensamentos e controlando melhor nossas emoções, somos por eles amparados, beneficiados e então, melhor harmonizados e percebendo de forma mais direta as intuições que nos são sugeridas, passamos a fazer melhores escolhas na hora de decidirmos e, optarmos por ações mais equilibradas que vão gerar alegrias e nos trazer felicidade melhorando nossa disposição de enfrentar e curtir a vida, quer na área social, profissional, familiar, amorosa etc...

Assim, na sua grande maioria, a mulher que além das obrigações familiares, profissionais, etc., tem também responsabilidades na Seara do Mestre de Nazaré, busca na Casa Espírita suprir suas necessidades espirituais e renovar suas energias, visando ter momentos de paz, onde possa se refazer para dar continuidade às responsabilidades que o Supremo Pai lhe confiou.

Há tarefas que só a mulher é capaz de realizar com sua grande capacidade de renunciar em benefício de alguém muito querido de seu coração como um filho, irmão, amigo, esposo, companheiro etc., e sem dúvida o papel que a Providência Divina reservou ao espírito que reencarna na veste feminina, tem a mais bela e sublime de todas as missões de um humano ser na terra, o de dar à Luz ao filho que Deus lhe envia aos cuidados, tendo desde esse instante a oportunidade de contribuir na implantação do amor no coração desse novo ser, contribuindo e participando ativamente na implantação de um mundo melhor e regenerado.

- “Compenetrar-se do apostolado de guardiã do instituto da família e da sua elevada tarefa na condução das almas trazidas ao renascimento físico.
Todo compromisso no bem é de suma importância no mundo espiritual.
- Afastar-se de aparências e fantasias, consagrando-se às conquistas morais que falam de perto à vida imperecível, sem prender-se ao convencionalismo absorvente.
O retorno à condição de desencarnado significa retorno à consciência profunda.
- Afinar-se com os ensinamentos cristãos que lhe situam a alma nos serviços da maternidade e da educação, nos deveres da assistência e nas bênçãos da mediunidade santificante.
Quem foge à oportunidade de ser útil, engana a si mesmo.”¹
Por essa razão, tem a mulher participação relevante na melhoria de nossa sociedade, pois muito participa da vida religiosa de uma Casa Espírita, desde a tarefa de evangelização infantil, da orientação da nossa mocidade e até na mudança de mentalidade de muitos dos adultos de ambos os sexos, que ante o trabalho de difusão dos postulados espíritas, levado a efeitos nos grupos de estudo sob a responsabilidade de muitas dessasguerreiras, transformam-se em pessoas melhores e passam a ter novos atos e atitudes mais condizentes com os ensinamentos do Cristo.

Necessário se faz que a mulher, procure redirecionar seus afazeres, procurando dar melhor ênfase à imprescindível tarefa que desenvolve no núcleo familiar, buscando para si e para os seus uma vida mais Cristã, pois Jesus Cristo conta com o contingente feminino, na transformação dessa humanidade, esperando que ela reduza o quanto lhe for possível a carga de tempo empregado no trabalho profissional e dedique o maior esforço de que seja capaz na tarefa da educação de seus filhos, preferindo ganhar menos em valores materiais e aumentando seus ganhos em valores espirituais.

O Espiritismo nos assegura que somente os valores do espírito imortal nos poderão proporcionar a paz que tanto almejamos, e a Codificação Espírita nos fornece todas as necessárias instruções para que alcancemos êxito nas nossas tarefas confiadas por Deus a cada espírito imperecível, e particularmente a mulher tem na maternidade um espinhoso, e difícil compromisso a cumprir perante a Soberana Sabedoria do Universo, que estará sempre a seu lado garantindo-lhe todos os recursos em quantidade suficiente a lhe proporcionar sucesso na missão para a qual foi anteriormente escolhida e preparada, e pela qual receberá o justo salário.

Bibliografia:1 – Provérbios, 31,10.
2 – Vieira, Waldo - Livro Conduta Espírita, FEB. 15ª edição -Cap. I.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...